A primeira Greve Geral do Brasil: A Greve Geral de 1917

Publicado no Causa do Povo nº 72, jun/jul 2015

greve-operaria-I-Republica

[Contexto] Greve operária na I Repúbica


Em 1917 o Brasil vivia sua primeira greve geral. Em meio a uma crise econômica, gerada pela primeira guerra mundial, as condições de trabalho da classe trabalhadora neste período era de penúria, fome e péssimas condições de trabalho que incluíam ai castigos físicos.

A Greve Geral se iniciou com os trabalhadores da indústria têxtil reivindicando aumento salarial. No mês seguinte o Comitê de Defesa Proletária (organismo que surgiu para coordenar a luta) publicou uma pauta de reivindicações mais ampla, que incluía: a luta contra a chamada carestia de vida, a adoção da jornada de trabalho de 8 horas por dia e a abolição do trabalho infantil.

Unidos através desta pauta de reivindicações, os trabalhadores de todas as indústrias, do comércio e dos transportes coletivos aderiram ao movimento.

Os ensinamentos da Greve Geral de 1917

A greve geral ganhou todos os trabalhadores de São Paulo enfrentando as tropas do governo e negando a mediação do Estado no conflito capital-trabalho.

A situação chegou a tal ponto que durante três dias o Comitê de Defesa Proletária assumiu o controle da cidade de São Paulo. O governo abandonou a cidade e, no fim, foi obrigado a negociar com os grevistas, atendendo suas reivindicações.

A greve geral não foi construída somente por trabalhadores organizados, mas através de comitês de bairro organizados no Comitê de Defesa Proletária com uma bandeiras comuns, como o combate a carestia de vida.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

17 respostas para A primeira Greve Geral do Brasil: A Greve Geral de 1917

  1. MEMORIA SOCIAL DOS TRABALHADORES EM TEMPOS DIFÍCEIS E OBTUSOS É MUITO IMPORTANTE NESTE MOMENTO DO PONTO DE VISTA POLÍTICO. VIVA A CLASSE TRABALHADORA!!!

  2. Pingback: A primeira Greve Geral do Brasil: A Greve Geral de 1917 | O corpo delirante

  3. Solon Santos disse:

    Muito bem, não conhecia os detalhes!

  4. Pingback: A primeira Greve Geral do Brasil: A Greve Geral de 1917

  5. Pingback: A primeira Greve Geral do Brasil: A Greve Geral de 1917 | Blog do Dario

  6. Lídia Cunha disse:

    Ué!! E onde estão os trabalhadores pretos nesta tal primeira greve geral?!!! Ah, já sei, faziam biscates! Não eram trabalhadores com salário! Ou mesmo, não eram trabalhadores até mesmo na visão dos então, sindicalistas? Deve ser isto. E não venham com o argumento do contexto!… Por isso, cuidado com as generalizações…

    • Não acho que seja culpa das pessoas nesta foto, eles muito provavelmente eram trabalhadores de uma fábrica que muito provavelmente não gostava de contratar pessoas “de cor”, então eu não acho que a exclusão aos negros nesta foto seja deles e sim de seus patrões. Mas se você quiser ir atrás desta história e me provar o contrário, eu tenho interesse em ver 😉

  7. Marcel disse:

    Por quê será que nunca ouvi falar desse movimento nas aulas de história da escola?

  8. jackson disse:

    Só a partir do governo de Getúlio Vargas os trabalhadores começaram até Direitos trabalhistas de verdade.

  9. paulosisinno disse:

    Republicou isso em Paulosisinno's Bloge comentado:
    Em 1917 o Brasil vivia sua primeira greve geral. Em meio a uma crise econômica, gerada pela primeira guerra mundial, as condições de trabalho da classe trabalhadora neste período era de penúria, fome e péssimas condições de trabalho que incluíam ai castigos físicos.

    A Greve Geral se iniciou com os trabalhadores da indústria têxtil reivindicando aumento salarial. No mês seguinte o Comitê de Defesa Proletária (organismo que surgiu para coordenar a luta) publicou uma pauta de reivindicações mais ampla, que incluía: a luta contra a chamada carestia de vida, a adoção da jornada de trabalho de 8 horas por dia e a abolição do trabalho infantil.

    Unidos através desta pauta de reivindicações, os trabalhadores de todas as indústrias, do comércio e dos transportes coletivos aderiram ao movimento.

  10. paulosisinno disse:

    É muito importante relembrar aquela época de lutas, para que não nos deixemos desanimar por tantas injustiças e agressões perpetradas pelos podero$o$ donos do capital e pelo Estado subserviente à lógica neoliberal contra a classe trabalhadora. Temos que nos inspirar com exemplos de união e luta de todos os proletários, de todas as correntes políticas que os representavam, para seguirmos juntos na busca de novas conquistas de direitos trabalhistas e mais bem-estar, justiça social e igualdade para todos os cidadãos, sem distinções. A luta continua!

  11. Pingback: A primeira Greve Geral do Brasil: A Greve Geral de 1917 | Acordo Coletivo (Petroleiros, Bancários, Prof de Saúde)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s