Golpe na Turquia e a Luta dos Curdos

8-2

Protesto de curdos na embaixada turca em Paris contra os ataques aéreos da Turquia ao PKK e população curda. Ataque deixou vários mortos.

*Texto do jornal Causa do Povo nº75 – Agosto/Setembro de 2016


A luta em Rojava e Kobane e na região do Rio Eufrates, fronteira entre Turquia e Síria, ganha agora novos contornos. O fracasso do golpe de Estado na Turquia e o Contra-Golpe do Conservador e neoliberal governo de Erdogan (AKP) fizeram com que o exército turco passassem a atacar os curdos no sul do país e na vizinha Síria.

A política de contra-revolução da Turquia com aval da Rússia e dos EUA-OTAN coloca a luta e revolução dos Curdos em outro patamar, agora com enfrentamentos cada vez mais diários não são só com as forças do ISIS (Estado Islâmico), como também do exército turco.

A perseguição política contra as forças populares e classistas (turcas e de minorias, como os curdos) aumentaram com as medidas de contra-golpe tomadas por Erdogan, como afirmou a DAF (Ação Anarquista Revolucionária) em seu comunicado. O governo turco passou a construir uma nova aliança com a Rússia como forma de pressionar os EUA, que mantinha uma política de aliança com os Curdos que estavam derrotando o ISIS na Síria e Iraque.

A vitória das unidades populares curdas YPG/YPJ, Asayish e as Forças de Proteção Social alarmou Erdogan e seus partidários, aliadas do ISIS, que passou então a atacar as posições curdas, assassinando dezenas de civis nas cidades curdas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s