Causa do Povo – edição nº75 (agosto/setembro de 2016)

causa75-capa

Leia nesta edição:

 

* * *

Leia a edição completa: Causa do Povo nº75

 

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Movimento Secundarista: os desafios da luta após as ocupações

2-1

Protesto Secundarista em Porto Alegre/RS, 6 de junho

*Texto do jornal Causa do Povo nº75 – Agosto/Setembro de 2016


As ocupações de escolas sacudiram o Brasil. Demonstraram mais uma vez a superioridade da ação direta de massas frente aos métodos legalistas dos sindicatos e entidades estudantis pelegas (UNE, UBES, ANEL, CUT). Mesmo sem toda a estrutura e verba dessas entidades, os estudantes conquistaram vitórias importantes contra o fechamento de escolas em São Paulo e contra a privatização via Organizações Sociais (OSs) em Goiás. Além disso, em outros estados conquistaram demandas locais e popularizaram reivindicações importantes (democracia nas escolas, melhorias nas estruturas, merenda, etc.) que a anos estavam abafadas.

Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Desigualdade e Violência: o genocídio contra o povo negro continua

2-2

Militantes do Partido Panteras Negras pela Autodefesa, EUA, década de 60/70.

*Texto do jornal Causa do Povo nº75 – Agosto/Setembro de 2016


A desigualdade na sociedade brasileira se mantém. Assim como a violência que aumenta a cada dia e afeta principalmente os jovens negros que moram nas periferias e favelas do país. A bala tem raça e classe. No ano de 2003 foram cometidos 13.224 homicídios na população branca, em 2014 esse número desce para 9.766, o que representa uma queda de 26,1%. Em contrapartida, o número de vítimas negras passa de 20.291 para 29.813, aumento de 46,9%. Em Alagoas, por exemplo, em 2014, foram assassinados 60 brancos e 1.702 negros!

Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

1936 – 2016: Homenagem aos 80 anos da Guerra Civil Espanhola

3

Buenaventura Durruti (1896-1936) discursa aos trabalhadores/as

*Texto do jornal Causa do Povo nº75 – Agosto/Setembro de 2016


Em homenagem aos combatentes da guerra civil espanhola, publicamos trecho deste texto de uma importante organização anarquista e revolucionária, Os Amigos de Durruti. Formado por combatentes da Coluna Durruti, Coluna de Hierro, dentre outras frentes de batalha, Os Amigos de Durruti surgiu no início de 1937 em plena guerra civil e atuou disputando uma posição revolucionária e proletária frente aos conciliadores e reformistas do PC e da direção da CNT/FAI.


OS AMIGOS DE DURRUTI ACUSAM

Los Amigos de Durruti, junho/julho de 1939

É necessário que os militantes, os revolucionários das organizações de trabalhadores, que sofreram a cruel experiência da derrota militar e a humilhação como refugiados, dediquem uma séria e concentrada atenção às lições da guerra e da revolução espanhola, pela qual pagaram tão caro com o seu sangue e o sangue de seus melhores camaradas.

Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Não temos uma democracia a defender, temos um Estado de exceção e ajuste fiscal a combater!

4_5

Repressão e resistência em protesto em São Paulo na noite do impeachment. Organizar a autodefesa contra a violência policial será, novamente, a ordem do dia para barrar o ajuste fiscal iniciado por Dilma e aprofundado por Temer. Cenas trazem a urgência de um novo Levante Popular, como em Junho de 2013.

*Texto do jornal Causa do Povo nº75 – Agosto/Setembro de 2016


“O sistema capitalista não será destruído seguindo as regras do jogo que ele mesmo constrói para assegurar sua continuidade. Esta continuidade é a que contribui para manter quem vem a fazer só o que a legalidade burguesa permite, ou seja, só o que a legalidade manejada pela burguesia, recomenda que se faça. Por isto da linha reformista só pode surgir um reformismo cada vez maior, um retrocesso cada vez maior…”

– COPEI, Federação Anarquista Uruguaia – 1972

* * *

Formalmente, a democracia proclama a liberdade de opinião, de imprensa, de associação, enquanto não ameacem os interesses da classe dominante, ou seja, a burguesia.

A democracia mantém intacto o princípio da propriedade privada capitalista. Portanto, dá a burguesia o direito de controlar toda a economia do país, toda a imprensa, educação, ciência, arte, o que de fato, torna a burguesia dona absoluta do país. Possuindo o monopólio da vida econômica, a burguesia pode estabelecer seu poder ilimitado também na esfera política. Efetivamente, o governo representativo e o parlamento nada mais são, nas democracias, do que os órgãos executivos da burguesia.

Consequentemente, a democracia é apenas um dos aspectos da ditadura burguesa, camuflada pelas fórmulas ilusórias das liberdades políticas e garantias democráticas fictícias.”

– Plataforma de Organização da União Geral dos Anarquistas, Dielo Trouda – França, 1927

A confirmação do golpe parlamentar-institucional sobre Dilma Rousseff (PT) no último mês foi pavimentado pelo caminho escolhido pelo próprio PT. Foram as medidas tomadas pelos 13 anos de governo do PT que pavimentaram o Estado de Exceção e a Tirania em curso. A burguesia lançou uma ofensiva contra o PT e suas bases e com isso conseguiram derrubar o PT do governo federal. Como afirmamos no Comunicado 47, esse golpe está vinculado a: 1) a geopolítica e concorrência imperialista; 2) a ruptura do bloco no poder; 3) a agudização da luta de classes pela apropriação da renda nacional.

Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Não vote! Lute!

6

*Texto do jornal Causa do Povo nº75 – Agosto/Setembro de 2016


O boicote às eleições burguesas e a crise política

As eleições municipais de 2016 ocorrem no contexto da crise política da Era PT, ou seja, no contexto da crise política do projeto de governo de conciliação de classe.

O PT assumiu a presidência da República em 2003 e iniciou um governo de conciliação de classe, isto é, governou atendendo aos interesses da burguesia, mas se apresentava como o legítimo representante dos interesses da classe trabalhadora. O resultado foi a submissão das organizações dos trabalhadores às políticas de um governo que, na verdade só atendia às classes dominantes.

Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Espírito Olímpico: sucesso lucrativo e massacre sobre o povo

7-1

Um dos legados Olímpicos: Remoção de casas populares da Vila Autódromo

*Texto do jornal Causa do Povo nº75 – Agosto/Setembro de 2016


A realização dos Jogos Olímpicos do ponto de vista dos empresários e dos políticos foi um sucesso. O tão prometido legado será pago pelo povo do Rio de Janeiro. E o primeiro legado será o pedido de falência do Estado. Objetivo: privatizar serviços públicos. E a preço de banana. Os jogos olímpicos se transformaram num verdadeiro negócio. Interesses comerciais estão ali presentes.

Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário